A Parques de Sintra - Monte da Lua, o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e o Fundo Ambiental assinaram esta terça-feira um protocolo de colaboração técnica e financeira no valor de 400 mil euros para o restauro e conservação de áreas florestais sob gestão da Parques de Sintra - Monte da Lua.

Com este protocolo são prosseguidas intervenções a realizar na Parques de Sintra no que se refere à conservação e reabilitação dos seus espaços naturais, educação e sensibilização ambientais e melhoria das condições de visitação, densificando as condições de proteção do património que a Parques de Sintra tem à sua guarda.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, sublinhou que "o Parque Natural do Concelho de Sintra, (sem a Orla Marítima) apresenta uma área de cerca de 11 mil hectares pelo que o investimento na gestão florestal nas áreas florestais da serra é fundamental para prevenir e reduzir progressivamente os incêndios florestais que põem em perigo a vida humana, o ambiente e os bens patrimoniais e particulares".

“Tudo isto para concluir que a Serra tem de ser cada vez mais o espaço natural para a visitação em segurança e onde queremos salvaguardar as pessoas e proteger todo o património”, concluiu o autarca.

A Parques de Sintra tem um modelo de gestão que inclui diversas áreas temáticas ambientais, nomeadamente a conservação da natureza e biodiversidade, a gestão florestal sustentável, as alterações climáticas, o consumo sustentável, a responsabilidade ambiental, entre outras, promovendo o desenvolvimento de atividades de recreio e lazer, destacando-se as atividades de turismo de natureza, entre outras.

De acordo com o ministro do Ambiente e Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes “este protocolo envolve um apoio do Fundo Ambiental no valor de 400 mil euros para o desenvolvimento de um conjunto de atividades em prol da conservação da natureza. Hoje trata-se de uma colaboração virtuosa de esforços para a defesa do património”.

No final da execução deste projeto preveem-se os seguintes resultados:

  • Contribuir para a melhoria do estado de conservação da totalidade do património natural da Parques de Sintra;
  • Contribuir para o aumento da resiliência dos povoamentos florestais a fogos;
  • Aumentar os níveis de biodiversidade nas áreas florestais, garantindo a manutenção/existência de refúgios para a fauna, conetividade entre áreas e mosaicos de habitats;
  • Valorizar os serviços prestados pelos ecossistemas, nomeadamente no que respeita à regulação do ciclo da água, prevenção de fenómenos catastróficos e retenção do solo;
  • Aumentar o valor estético e cultural do património natural, contribuindo para maior qualidade de visitação.

O Fundo Ambiental, programa do Ministério do Ambiente e da Transição Climática, tem por finalidade apoiar políticas ambientais para a prossecução dos objetivos do desenvolvimento sustentável, contribuindo para o cumprimento dos objetivos e compromissos nacionais e internacionais, designadamente os relativos às alterações climáticas, aos recursos hídricos, aos resíduos e à conservação da natureza e biodiversidade.

IR PARA O TOPO